Menu Lateral
Redes Sociais
Contatos
Email

paulojornalista@uol.com.br

Mais de 23 mil candidatos a presidente, governador, senador e deputado federal, estadual e distrital vão disputar os votos de 147,3 milhões de eleitores brasileiros, segundo dados disponíveis no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Encerrado o prazo para registrar as candidaturas, 13 nomes se apresentaram para disputar o Palácio do Planalto em outubro.Para governador, segundo a última atualização do Sistema de Divulgação de Candidaturas e de Prestação de Contas, 171 candidatos .

A procuradora-geral Eleitoral, Raquel Dodge, apresentou no início da noite de ontem, impugnação ao registro de candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para o cargo de presidente da República. O pedido de registro da  candidatura de Lula foi feito na tarde de ontem no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pelo partido.Na petição encaminhada ao relator do caso no TSE, ministro Luís Roberto Barroso, Raquel Dodge afirma que o requerente não é elegível e apresenta certidão emitida pelo Tribuna.

Encerrado o prazo para registro das candidaturas, os partidos políticos apresentaram 13 nomes para disputar o Palácio do Planalto, sem surpresas em relação às decisões das convenções nacionais.Segundo dados disponíveis no Sistema de Divulgação de Candidaturas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o patrimônio declarado dos presidenciáveis chega a R$ 834 milhões.Pelas relações de bens apresentadas à Justiça Eleitoral, os candidatos têm patrimônio que varia de zero a R$ 425 milhões. O candidato co.

O presidenciável Jair Messias Bolsonaro (PSL) esteve hoje em Belo Horizonte  para um encontro com pastores evangélicos das 150 maiores igrejas cristãs do Brasil. O evento, fechado para o público, aconteceu em um hotel do bairro Belvedere, região Centro-Sul da capital.Na oportunidade, ele foi sabatinado pelos presentes e respondeu a perguntas sobre aborto e casamento homoafetivo, temas sobre os quais tem posicionamento contrário. O candidato disse que está usando escolta da Polícia Federal (.

O ex-executivo da Odebrecht Benedito Júnior, conhecido como BJ, afirmou à Justiça que doou R$ 23 milhões em caixa 2 à campanha de Luiz Fernando Pezão. Segundo depoimento ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, a doação ocorreu em 2014, a pedido do então governador Sérgio Cabral.Benedito Júnior falou que parte do recurso, 1 milhão de euros, foi paga no exterior e que o restante, R$ 20 milhões, no Brasil. Ele depôs, nesta tarde, na condição de colaborador da Justiça.O ex-executivo da .

Onze pessoas foram presas em uma operação da Polícia Civil que desarticulou uma quadrilha de roubo a bancos que, de acordo com a corporação, é a maior do Brasil. O grupo, que era composto por 14 pessoas - duas já estavam presas e uma morreu numa troca de tiros com policiais -, é responsável por um prejuízo de pelo menos R$ 3 milhões.Na tarde desta terça-feira (14), o delegado Ramon Sandoli, do Departamento Estadual de Operações Especiais, detalhou, em entrevista coletiva, como os suspeitos .

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Rogério Schietti Cruz concedeu  liminar para autorizar o deputado federal João Rodrigues a deixar a prisão para registrar candidatura à reeleição nas eleições de outubro. O prazo fixado pela Justiça Eleitoral termina hoje.O deputado foi condenado pela segunda instância da Justiça Federal a cinco anos e três meses de prisão por dispensa irregular de licitação, quando ocupou o cargo de prefeito de Pinhalz.

O presidente Michel Temer sancionou ontem à noite a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019, aprovada no mês passado pelo Congresso Nacional. O texto sancionado tem 17 vetos, mas Temer decidiu manter a emenda proposta pelo Legislativo que previa a correção do orçamento da educação pela inflação deste ano. A sanção, com os vetos e justificativas, será publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União.Com a sanção da LDO, resta agora ao governo apresentar ao Congresso Nacional.

O governo italiano exigiu hoje (14) resposta sobre a queda de um trecho de uma ponte na cidade de Gênova, que deixou um número ainda indefinido de mortos. O fato que gerou um debate sobre o estado das estradas do país. O balanço provisório é de 30 mortos e dezenas de feridos graves, de acordo com o ministro de Interior italiano, Matteo Salvini."Como italiano, farei tudo o que estiver nas minhas mãos para ter nomes e sobrenomes dos responsáveis passados e presentes, porque é inaceitável que .

A Polícia Militar do Distrito Federal prendeu hoje (14) Adelilno Angelim de Sousa Neto, de 36 anos, que participou de um dos maiores assaltos do Brasil: o furto ao Banco Central em Fortaleza, em 2005. Na ocasião, a quadrilha levou aproximadamente R$ 164 milhões do caixa-forte – o equivalente a três toneladas e meia de notas de dinheiro. Após 13 anos, o homem que fugiu do Ceará foi preso a 17 quilômetros do Plano Piloto – área central de Brasília.Adelino foi preso em casa, no Paranoá, bairro a 17.



...................... Notícias Anteriores